Fonte: G1 | Foto: Thomas Coex/AFPSocial

Jornada Mundial da Juventude reúne mais de 800 mil católicos em Lisboa

Esse é o maior evento internacional da Igreja Católica.

07/08/2023por Revista Visual

“Maria levantou-se e partiu apressadamente”. Esse é o versículo bíblico escolhido pelo Papa Francisco para guiar a edição 2023 da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontece pela primeira vez em Lisboa, capital de Portugal.

O evento, que reúne jovens da Igreja Católica dos quatro cantos do mundo, se apresenta como um convite a uma geração determinada em construir um mundo mais justo e solidário.

Érica e Ricardo são moradores do centro-oeste paulista e viajaram mais de 8 mil Km para participar da Jornada Mundial da Juventude — Foto: Arquivo Pessoal


Érica Mique Silva, de 19 anos, paroquiana da Paróquia de Santa Maria de Piratininga (SP), embarcou em sua primeira viagem internacional. Para ela, participar do encontro é quase como uma reafirmação de sua fé. “Ver todos esses jovens aqui reunidos por uma só razão é algo que me deixa muito emocionada e que me trouxe mais esperança na minha fé”.

Se para fiéis o evento é um encontro maior com a fé, para aqueles que seguem a vida religiosa como vocação, a Jornada Mundial da Juventude é um impulso para o caminho escolhido. Ricardo Boaro Soares, seminarista da Diocese de Bauru (SP), conta como as palavras do Papa Fancisco no Discurso de abertura o deram forças.

“A JMJ me dá forças para seguir e continuar no caminho que escolhi, que é a minha vocação sacerdotal. O Papa, em seu discurso de abertura, disse que Deus nos ama como somos e que Ele nos chama pelo nome. Ouvir isso me fez ainda mais acreditar no amor de Deus e que Ele me escolheu”.

Ruthie Gomes é de Jaú (SP) e participa de sua terceira jornada. Para a jovem, de 19 anos, é uma imersão naquilo que ela acredita.“Eu acredito que a jornada muda nossa perspectiva em relação à fé. É um momento em que você vê que não está sozinho”.

 

Encontro com o Santo Padre, o Papa

O ponto alto das Jornadas Mundiais da Juventude é o contato dos jovens com o Papa. Para os brasileiros do centro-oeste paulista, esse também era o momento mais esperado. “Foram muitos momentos vivenciados até aqui, um deles foi conseguir ver Papa Francisco de pertinho, ele passou por nós de carro e acenou com muito carinho”, conta Ricardo.

Papa Francisco também aproveitou a visita a Portugal para cumprir uma agenda de compromissos antes pouco abordada por outros pontífices.

Em entrevista, Papa Francisco afirmou que as mulheres transexuais são "filhas de Deus" e não devem ser tratadas de forma diferente pela Igreja Católica. A colocação veio após ser criticado por membros de sua igreja após receber transexuais durante suas audiências semanais no Vaticano.

Papa Francisco se reuniu com líderes de outras 5 religiões em Portugal — Foto: GETTY IMAGES

 

Durante sua passagem por Portugal, Papa Francisco se encontrou com líderes do Islamismo, Judaísmo, Hinduísmo e Budismo, além de também priorizar o encontro com 13 sobreviventes de abuso sexual do clero no país, onde também criticou a lenta resposta da Igreja aos escândalos.

Para Ricardo, essas atitudes são um ensinamento de como viver o amor de Deus. “O Papa Francisco em seus dez anos de pontificado nos ensinou e continua a ensinar como viver o amor de Deus e com esse episódio não foi diferente. Foi um ato reparador, mais um exemplo a seguir de amor e misericórdia”, contou.